foodeez-default-slider-image

DESEJO DO DIA

Foodies-Restaurant-WordPress-Theme-Lite
Arroz frito, pepinos, caranguejo, coco, e verduras, servido dentro de uma pinha.

O chef Vinicius Figueira tem apenas 27 anos, mas tanta experiência que pode ser considerado um cidadão do mundo. Ele nasceu em Búzios, no litoral carioca, morou dois anos em Barbacena, Minas Gerais, onde estudou gastronomia, e viveu em 14 países da Europa. Tudo isso para aprender as minúcias da arte que escolheu se dedicar: a gastronomia.

Aos 16 anos elegeu a região mineira para se fixar porque achava a culinária do estado riquíssima. Ficou dois anos em um hotel-escola do Senac, onde aprendeu de tudo. Formado, seguiu para a Europa, onde passou por vários estágios, nos quais trabalhos com chefs renomados, como Victor Sobral, em Lisboa.

De volta ao Brasil, passou pelos restaurantes Capricciosa, Satiricon e Sawasdee Bistrô. Nesse último se especializou em culinária tailandesa. O aprendizado lhe rendeu o convite para vir à Bahia montar o cardápio do Zen, o primeiro tailandês do estado. E aí… foi amor à primeira vista pela terra do dendê. Por aqui, Vinicius também montou o Bistrô du Vin para a Casa de Vinhos e, um ano e meio depois, achou que era a hora de ter seu próprio negócio. Elegeu a gastronomia italiana para tal.

A paixão pelos pratos deliciosos a base de produtos simples, como tomate, manjericão e uma massa, foi o que seduziu o chef, que a cada ida à Europa para visitar a filha, que mora lá, passa um tempo na Itália desvendando os segredos milenares dessa cozinha. O resultado foi a Cantina du Vini, espaço criado por Vinicius na Rua Bartholomeu de Gusmão, 124, Rio Vermelho, em que tudo tem seu dedo, da montagem do cardápio à decoração, que tem como destaques a parede de vidro recheada de rolhas.